Yoga em Caldas

aulas e estudos para o autoconhecimento em Caldas – MG

Month: fevereiro 2017

Ensinamentos budistas para o cotidiano

A purificação e geração de mérito constituem o caminho para a iluminação e podemos encontrar constantes oportunidades para integrá-las às nossas atividades cotidianas. As pessoas, em geral, queixam-se de que não têm tempo para fazer prática formal. Entretanto, qualquer dia pode ser estruturado como uma sessão de meditação prolongada.

• Ao acordarmos pela manhã, nos alegramos com o fato de termos mais um dia para consumar a prática espiritual.
• Estabelecemos uma motivação pura e forte para deixar de prejudicar os outros por meio de nossas ações do corpo, fala e mente e para beneficiá-los como pudermos.
• Durante o dia, verificamos a nossa mente – mesmo quando estamos conversando ou ocupados com atividades – para ver se essas ações advêm de uma intenção pura ou de venenos como o egoísmo, o orgulho, a inveja e a raiva. As ações ou palavras podem ser exatamente as mesmas, mas a motivação positiva ou negativa por trás delas determinará seus resultados cármicos.
• À noite, antes de dormir, refletimos sobre o nosso dia. Se encontrarmos momentos em que fracassamos em seguir nossas boas intenções, podemos purificá-los. Invocamos um ser iluminado como nossa testemunha, reconhecemos nossa falha, geramos remorso por tê-la cometido, fazemos o compromisso de não repeti-la e recebemos a purificação visualizando que luz se irradia de nossa testemunha iluminada, nos permeia e purifica a negatividade.
• Também relembramos os momentos em que criamos mérito com nossas ações, nossa comunicação e intenções positivas. Imaginamos esse mérito se expandindo e formando uma vasta oferenda que se dissolve nas mentes de todos os seres por todo o universo.

Do mesmo modo que uma pessoa, ao acender uma vela, fornece luz para todos que estão no mesmo ambiente, a dedicação do mérito que geramos individualmente aumenta qualidades positivas – prosperidade, longevidade e felicidade – para todos os seres.

Os ensinamentos de Buda nos permitem consumar uma transformação através da prática espiritual sem nos sentarmos numa almofada, sem anunciarmos nossa crença para os outros, sem religiosidade externa. Internamente, treinamos nossa mente e nos tornamos praticantes secretos no caminho à iluminação.

Yoga e o sistema digestivo – I

Uma das definições do YOGA diz que este é um sistema milenar de filosofia, estilo de vida e técnicas que desenvolvem o indivíduo integralmente: o físico, a vitalidade, a mente e as emoções, o conhecimento, a ética e a alta qualidade nos relacionamentos, além da realização da realidade espiritual de cada um de nós.

O corpo físico é parte da abordagem iogue, segundo a qual o sistema digestivo é muito importante, pois percorre todo o corpo e é tido como a chave para a boa saúde, tanto em função de sua proximidade a inúmeros órgãos quanto devido a sua poderosa ligação com a mente e sua conexão fisiológica com o chakra manipura, tornando-se assim o centro de energia e da saúde do corpo.

Chave para a saúde:

Muitas disfunções de saúde se conectam, direta ou indiretamente, ao mau funcionamento do sistema digestivo. Diz-se que as desordens do trato digestivo são a raiz de muitas das doenças de hoje, como problema de coração, câncer, artrite, etc. Alguns especialistas vão mais longe e argumentam que a má digestão aliada a um estômago debilitado são a base de todos os nossos problemas.  Obviamente que por trás da má digestão está a nossa dificuldade em digerir as situações da vida e metabolizá-las adequadamente. Você pode notar, por conta própria, que quando experiencia problemas digestivos tende a ser pessimista e ficar facilmente irritado. Da mesma forma, um sistema digestivo saudável permite que a pessoa se sinta alegre, feliz e otimista.

O yoga é a chave para um sistema digestivo relaxado, eficiente e harmonioso. É a forma pela qual os sistemas corporais se sintonizam a um estado de boa saúde. Com o yoga como guia chegamos ao  entendimento do que a digestão adequada significa para nossa vida de modo integral.  Um sistema digestivo forte implica energia e vitalidade, e se reflete em um estilo de vida positivo.

Algumas das dicas para um bom funcionamento do sistema digestivo, segundo o yoga e a medicina ayurvédica, são:

  • Coma sempre que estiver com fome, e evite comer sem fome;
  • Receba a comida com a atitude de quem está recebendo saúde, de Deus ou da natureza;
  • Mantenha-se em silêncio com pensamentos positivos durante as refeições, facilitando que a digestão ocorra adequadamente;
  • Não coma caso esteja tenso ou irritado;
  • Faça uma breve caminhada após as refeições;
  • Tome banho antes das refeições, mas não até meia hora após as refeições, para que o sangue não seja de volta à pele;
  • Evite beber demais antes e durante as refeições;
  • Só coma o quanto precisa, evitando sobrecarregar o estômago;
  • Evite encher o estômago totalmente, deixando cerca de 1/3 de sua capacidade livre;
  • Faça duas refeições ao dia, uma entre 9 e 12h e outra entre 17h e 19h;
  • Dê preferência a cereais variados (arroz integral, pão integral, centeio, aveia, cevada, etc) frutas e vegetais (especialmente as da estação, que são baratas e também mais adequadas ao consumo), nozes e castanhas, gengibre, alho, sal marinho ou sal grosso, água pura, óleo de coco, ghee, mel e melado de cana.
  • Evite industrializados, refrigerante, açúcar, farinha branca, arroz branco, bolos, biscoitos, doces em compota, carne e enlatados.
  • Pratique yoga com o estômago vazio.

Ensinamentos traduzidos e adaptados do livro “Practices of Yoga for the Digestive System”, autoria de Dr. Swami Shankardevananda, da Escola Bihar de Yoga, herdeira dos ensinamentos de Swami Sivananda, por Lila Almendra.

© 2018 Yoga em Caldas

Theme by Anders NorenUp ↑